quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A importância de "gerar" vidas na fé

Olá queridos leitores e amigos,

Quero que meditem na frase que será o tema dessa postagem:

!! Precisamos gerar vida !!

A igreja tem algo que é primordial e imprescindível, entranhado no seu propósito de existência: 
Gerar vidas para Cristo!

Isto é tão sério que o próprio Jesus, quando encontrou-se com o apóstolo Pedro, mostrou que amar a Deus é apascentar a suas ovelhas.


O chamado de Paulo, que foi extraordinário, se fez necessário porque os apóstolos eram muito limitados e não conseguiam pregar muito além das fronteiras de seus compatriotas judeus. Paulo saiu de sua terra natal e Deus o fez um dos maiores missionários que o mundo pôde conhecer. Deus destacou um homem para mostrar a relevância que as vidas perdidas de todo o mundo tem para Ele! Era necessário mostrar a todos o seu amor incondicional.

Jesus chamou os apóstolos á parte e uma ordem expressa de foi dada:

Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.
Mateus 28:19-20
Deus imperativamente os adverte e exorta através desta palavra! Gerar discípulos é primordial para o reino de Deus. "Fazer a obra" implica em expandir o reino, falar de Vida, viver a Cristo e principalmente mostrar o "Caminho da Redenção".

O apóstolo Paulo entendeu o propósito de gerar vidas muito mais amplamente do que os outros apóstolos e por "missionar" tão poderosamente o evangelho de Cristo, foi chamado de apóstolo dos gentios.

Hoje as cartas paulinas são as principais informações doutrinárias para a igreja. Elas mudaram o curso da história, trazendo luz a todo sistema religioso da época. A extraordinária amplitude evangelizadora possibilitou a salvação de diversas vidas que conheceram a "Poderosa Verdade" porque alguém se preocupou em negar a si mesmo, tomar a cruz de Cristo e prosseguir fazendo discípulos para o Reino Eterno.
Mas infelizmente, apesar de todo o trabalho daqueles que se esforçaram para levar a bandeira da salvação, a igreja da atualidade perdeu o sentimento gerador de vidas.

A voz que ecoou no ouvido de Pedro dizendo para ele cuidar das ovelhas e apascentar o rebanho ficou perdida no tempo e foi sufocada pelas nossas liturgias.

Os meus conceitos e filosofias pessoais se tornaram mais interessantes do que cuidar do chamado que Deus tem comigo, e este "eu" minúsculo se chama igreja da atualidade; perdemos a essência e a grandeza!

O "EU SOU" maior que é Deus, perdeu espaço para o "eu sou" menor que são as lideranças eclesiásticas. Com todas essas apostasias vazando para dentro das instituições cristãs, ainda temos que tomar cuidado para não tocar nos ungidos de Deus, afinal a minha liberdade de expressão, apesar de ser educada e democrática, é tida como afrontiva, envergonhante e de cunho rebelde. Deus tenha misericórdia de nossa alma!

Amarraram meus pés, minhas mão, taparam a minha boca, mas o meu espírito é livre.. a palavra da verdade me libertou!!!

Enquanto estamos preocupados em agradar pessoas dentro de nossas próprias igrejas, tem muita gente morrendo por ai sem conhecer o evangelho! O inimigo tem trabalhado incessantemente para levar muitas pessoas embora com ele e agente fica a ver navios e a contar moedas no porão. Agente pode até tirar férias de ser crente de verdade, mas o ser da testa rachada (Gen 3:15) nunca descansa e está tragando almas a revelia!

E assim, deixamos de gerar vidas e estamos gerando em nós sentimentos egoístas, egocêntricos e antropológicos. Amar as ovelhas de Jesus deixou de ser uma qualidade cristã, hoje é difícil realmente entender o propósito da igreja. Eu particularmente não sei pra que realmente existimos como igreja evangélica e apostólica, estou confuso; Cristo diz que ele veio para os doentes, mas os doentes crescem virtiginosamente, enquanto a igreja se preocupa em pregar somente para os crentes.


Eu temo que os que se intitulam salvos hoje em dia são os doentes, e os doentes não enxergam mais a salvação; enquanto aqueles que chamamos de doentes estão mais propensos a salvação de Cristo e mais próximos de Deus do que nós! Jesus grita através do evangelho: "- Eu preciso de almas." enquanto nos preocupamos em acrescentar mais membros na nossa lista administrativa! A voz do nosso coração é mais alta e mais atrativa do do que voz do Espírito! Ai de nós no soar da trombeta.

Antes amigos da Cruz e conhecedores da verdade; enchíamos os pulmões e gritávamos que somos a nação eleita e santa do Senhor; nos dias atuais esses mesmos são amantes de si mesmo, amigos dos deleites e necessitados de ler o primeiro capítulo de salmos todos os dias.

Ainda que estejamos errando em muitas coisas que fazemos, a palavra proferida por Deus continua falando:

- Ide por todo o mundo e pregai e Evangelho.....
- Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito...pra que tenhamos vida eterna
As nossas atitudes testemunham que precisamos nos converter, mudar nosso rumo, buscar o gosto de vida que há em Cristo e começar a brilhar novamente. Independente em que parte da caminhada entramos no atalho, Deus nos chama novamente para prosseguir com a cruz do Evangelho para gerar vidas:

"Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor.
Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda.
Vocês já estão limpos, pela palavra que lhes tenho falado.
Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim.
João 15:1-4



Os frutos que Deus está pedindo são bem nítidos dentro desse nosso comentário. E a razão de sermos igreja e estarmos ligados na videira, automaticamente nos coloca o "encargo" de sermos geradores de vidas em Cristo, ganhadores de almas para o Reino de Deus. Quando estamos infrutíferos, corremos o risco de sermos cortados. Isto nos faz entender que só fica ligado na videira quem dá fruto e só entra na promessa de Deus quem tem a mão no arado e não olha para trás.

Existe algo muito natural na igreja que é dar frutos. Estando em Cristo a nossa vida como igreja frutifica, vidas são alcançadas, atingimos nosso objetivo real de cuidar das ovelhas e podemos todas as coisas na videira que nos fortalece!

Quando deixamos de nos preocupar com o que é de Deus, e priorizamos as demais coisas perdemos a salvação, perdemos o sentido da vida e estacionamos exatamente em cima do pecado. Deixamos de ter parte com Ele. Enquanto estamos vivendo o nosso momento vidas estão se perdendo!

Este texto vem te trazer á nossa memória a necessidade de gerar vida. A sua paternidade espiritual não pode ser perdida. O amor de Deus é incondicional sim, mas o sua justiça tem o mesmo peso e a mesma medida de seu amor; considere o exemplo da videira.

Voce foi gerado em Cristo para ser um transformador de mentes, trazer luz ás trevas e anunciar a salvação imediata apresentada pelo cordeiro. O sentido de ser gerado no poder de Cristo é ser um agente gerador de vidas, de discípulos e de salvação. Estar na videira significa pulsar dentro de nós a presença do próprio Deus, e se deixarmos de viver isto na sua real essência, quer dizer não precisamos estar na videira, pois quem está na videira trabalha, cresce e gera vida (e vida com abundância)

Mas para aqueles que estão estacionados, e prestes a serem lançados fora, ainda tem uma saída!

Quem reconhece seu pecado, confessa e deixa recebe de Deus a misericórdia:

Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.
Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres” 
Apocalipse 2:4-5.

Pense nisso e comece a exercer esse tão glorioso ministério que Deus colocou em suas mãos!

SHALOM ADONAI,

Cesar Vitoriano

Bibliografia:
www.bibliaonline.com.br
www.wikipedia.com.br