quarta-feira, 30 de março de 2011

Apóstolos e o Fundamento Apostólico

Desejo neste ajuntamento de informações e comentários, trazer a tona alguns pontos interessantes na definição do modelo a ser seguido pela igreja, considerando que a mesma foi edificada sobre o "fundamento dos apóstolos"
Vou expor assim, individualmente cada ponto para colocarmos algumas definições importantes.

O apostolado

Na tradição cristã, os apóstolos, também chamados de discípulos de Jesus, foram os judeus enviados (como indicado pela palavra grega ἀπόστολοςapóstolos) por Jesus para pregar o Evangelho, inicialmente apenas aos judeus e depois também aos gentios, em todo o mundo antigo. Eram em total doze pessoas.
Segundo o Evangelho de Lucas, "Ele chamou para si os seus discípulos, e deles escolheu doze, a quem ele chamou de apóstolos" (Lucas 6:13).
Os apóstolos foram destacados dentre uma multidão discipulada por Cristo e dentre todos que o seguiam Ele chamou alguns que escolheu com interesses específicos para um propósito definido "O apostolado".
Definição:
“Apostolos” significa alguém enviado numa missão. Esta palavra é derivada diretamente da palavra grega “apostello”, uma forma verbal que significa “enviar, mandar para longe” (Holman). A conexão é muito significativa. Entendia-se que a palavra grega “apostello” significava “comissionar alguém para ir numa missão, enviar alguém para longe, como seu apóstolo”. Simplesmente colocado, ser apóstolo (apostolos) de alguém exige que primeiro alguém seja enviado por aquela pessoa com um propósito definido (apostello).
O apostolado colocado por Cristo a alguns de seus discípulos, dava a eles a autoridade daquele por qual foram comissionados. A própria etimologia da palavra atesta isto. Isto quer dizer que um apóstolo nominado na igreja teve um chamado diretamente de Cristo e este apóstolo carrega uma autoridade no nome daquele que o enviou.
Fica claro então que o próprio Cristo escolheu a dedo os seus enviados, e estes mesmos deveriam ter qualidades que os destacassem, pois foram designados para uma função importantíssima.

Fundamentos Apostólicos

Base
“Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra de esquina; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor; no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito” (Ef 2.20-22).
A igreja tem um funcionamento orgânico e natural descrito nas escrituras sagradas, essa engrenagem deve ser baseado em todo o ensinamento que Cristo passou aos seus apóstolos.
Analizemos:
Os apóstolos foram discípulos, e o discípulo é alguém que deve ter as mesmas características de seu mestre; deve conhecê-lo intimamente, comer o que ele come, viver o que ele vive, e ser uma cópia fiel do seu mestre. Uma frase que o apóstolo Paulo dizia e eu gosto muito: Sejam meus imitadores, assim como eu sou de Cristo!
A intimidade que os discípulos tinham com seu mestre era tanta que eles absorviam as suas características, seus ensinamentos, seu caráter, suas atitudes, sua vida em si.
Quando o Senhor escolheu os doze, ele escolheu certamente aqueles que tinham condições de manifestar o amor de Deus, mostrando a Cristo através das suas atitudes, falar da sua paixão, de seu sofrimento, mas também de sua glória.
O fundamento apostólico carrega toda a vida de Cristo através de homens escolhidos por ele!
A igreja que funciona em juntas e ligaduras, e cresce para a glória de Deus em Cristo tem uma base forte. E esta base é apostólica!
O próprio céu testifica o fundamento apostólico:

E o muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.Apocalipse 21:14


Isto quer dizer que os apóstolos foram definidos em doze, e esses apóstolos foi o próprio Cristo quem os separou, porque o nome de cada um deles foi escrito nos fundamentos da Jerusalém Celeste.
Isto também quer dizer que depois desses doze, Cristo não escolheu outros!

O que podemos dizer então dos que se dizem apóstolos da atualidade?

É muito interessante! O ser humano é dotado da capacidade de raciocínio, e as vezes essa capacidade não é utilizada.
Vamos raciocinar utilizando as escrituras para elaborar as seguintesperguntas:

  • Quem enviou este apóstolo?
  • Ele tem intimidade com Cristo como tiveram os primeiros apóstolos?
  • Eles fazem as obras que faziam os primeiros apóstolos?
  • E principalmente, a igreja deve ter como fundamento a vida deste homem?

Vamos em frente:

Paulo diz:
E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo (fora de tempo).1 Coríntios 15:8
Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para apóstolo, separado para o evangelho de Deus. Romanos 1:1
Se eu não sou apóstolo para os outros, ao menos o sou para vós; porque vós sois o selo do meu apostolado no Senhor.1 Coríntios 9:2
Os sinais do meu apostolado foram manifestados entre vós com toda a paciência, por sinais, prodígios e maravilhas.2 Coríntios 12:12
(Porque aquele que operou eficazmente em Pedro para o apostolado da circuncisão, esse operou também em mim com eficácia para com os gentios),Gálatas 2:8



Esses trechos mostram Paulo defendendo seu apostolado em Cristo. Mostra que ele foi comissionado diretamente por Cristo, escolhido a dedo como os outros apóstolos. Mas que ele também se considera fora de tempo, indigno de carregar o nome de apóstolo, ele prefere declarar que não merece, pois era perseguidor dos cristãos. Mas este mesmo entende que Deus o escolheu para ser entre os gentios, por causa da limitação dos outros apóstolos, e defende até a morte a sua função apostólica.

Analizando a chamada de Matias em Atos 1 vemos que existe um crivo, uma seleção a ser respeitada para a escolha de um apóstolo.
O critério é muito bem descrito no texto abaixo:

Atos1:21-26
É necessário, pois, que, dos homens que conviveram conosco todo o tempo em que o Senhor Jesus entrou e saiu dentre nós,
Começando desde o batismo de João até ao dia em que de entre nós foi recebido em cima, um deles se faça conosco testemunha da sua ressurreição.
E apresentaram dois: José, chamado Barsabás, que tinha por sobrenome o Justo, e Matias.
E, orando, disseram: Tu, Senhor, conhecedor dos corações de todos, mostra qual destes dois tens escolhido,
Para que tome parte neste ministério e apostolado, de que Judas se desviou, para ir para o seu próprio lugar.
E, lançando-lhes sortes, caiu a sorte sobre Matias. E por voto comum foi contado com os onze apóstolos.

Que maravilha! eles tinha um critério, uma organização para escolher apóstolos. Afinal eles não eram qualquer um. Tinham discernimento do Deus Vivo!


Eis o critério:
1) tinha que ser do meio de convívio dos discípulos,
2) tinha que ter participado de todo o ministério de Cristo,
3) tinha que conhecê-lo desde o batismo de João até a sua ascensão aos Céus,
4) tinha que ter visto ele ressucitado,
5) tinha que ser confirmado por Deus,
6) tinha que ser aceito por todos os outros apóstolos.

Interessante que o próprio Paulo teve que ser aceito pelos doze, quando os apóstolos estenderam a Paulo a destra da Comunhão, no contexto de "Gálatas 2".

Depois de Paulo, não vemos escolha de nenhum outro apóstolo.

Muitos querem ser apóstolos hoje em dia, mas seus pés não foram lavados pela humildade que há em Cristo! Esqueceram que primeiramente tem que ser discípulo, tem que ter intimidade com Cristo, tem que parecer com Ele, tem que "viver o amor" de Deus em Cristo, tem que ter tido um encontro pessoal com o Mestre. 
Hoje em dia, as pessoas querem ser tudo dentro dos ministérios, menos servos de Cristo!
Ao que parece querem ter mais destaque que o abençoador, se escondem atrás de títulos...


Antes o homem se destacava por suas atitudes, hoje por causa de seus títulos: 
- agora em nosso púlpito para ministrar a poderosíssima palavra de Deus, o doutor, mestre, reverendo, sumo -sacerdote, semi deus.... Cesárius Godsnildo.


Misericórdia de nós Senhor!!

Que diminuamos e Cristo apareça em nós !!!




Com amor de Cristo,
Cesar Vitoriano

SHALOM ADONAI




Dados bibliográficos:
http://www.bibliaonline.com.br/acf/atos/1
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ap%C3%B3stolo


http://estudoscristaos.com/2009/06/estudo-cristao-fundamento-dos-apostolos.html
http://www.respondi.com.br/2007/01/como-saber-se-um-apstolo-genuno.html
http://www.cpr.org.br/apostolos&profetas.htm